Prev Next
O comprimento mini voltou com tudo nas passarelas

Da minissaia de babados da JW Anderson ao short de paetês da Chanel, o comprimento mini tem retornado às passarelas e se mostrado como uma tendência novamente no mundo da moda. Veja algumas opções de como aderir ao modelo.

1. Babados

Desde a sua criação, na década de 1960, a minissaia é sinônimo de leveza e subversão, por isso, nada melhor que reinventar a modelagem apostando em uma versão cheia de babados e volumes.

JW Anderson/Getty Images

2. Shorts

Além das saias e vestidos, os shorts também ganharam uma versão míni na última temporada. Uma boa opção para apostar nessa tendência é a hot pant, que cai bem acompanhada de complementos clássicos, como a parte de cima de um tailleur e uma cartela composta por cores neutras.

Chanel/Getty Images

3. Cintura baixa

Para deixar a minissaia ainda menor, nos anos 2000 a tendência foi baixar o seu cós. A grife Miu Miu resgatou essa modelagem e trouxe as saias de cintura baixa combinadas a camisas, tricôs e trench coats.

Miu Miu/Getty Images

4. Assimétrica

Uma boa forma de revitalizar os comprimentos curtíssimos é apostar em drapeados, fendas e recortes para sair da silhueta mais comum. Com esse pensamento as marcas Bottega Veneta, Loewe, Lanvin e Givenchy invadiram as passarelas com barras assimétricas.

 Lanvin/Imaxtree

5. Sobreposição 

Outro modo de inovar os looks com a minissaia, que foi assimilado por grifes como Versace, Oscar de la Renta e Ashish, é a sobreposição. Seja com uma peça segunda pele, ou uma meia-calça, a combinação pode ser feita com versões estampadas, coloridas ou até de paetês.

Versace /Getty Images

 


Categoria:

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário






* Campos obrigatórios


Visitantes Online
1